voltar
2014-05-27
Câmara Municipal de vereadores de Alcinópolis vota a favor do nepotismo

Câmara Municipal de vereadores de Alcinópolis vota a favor do nepotismo

 

Foi realizada a sessão da Câmara Municipal  Alcinópolis nesta manha  de segunda feira dia 26 ,no plenário  foi levado apreciação e votado projeto de lei que proibia contratações pelo poder Publico de parentes, conhecido como famoso cabide de emprego de quem esta no poder (nepotismo).

Os vereadores Ney Pereira PSDB e  Valdeci Passarinho PSDB  tiveram a coragem de apresentar o projeto contra o Nepotismo o qual  ficou dois meses  parado na casa de lei para poder serem analisados e se preciso fosse colocar alguma emenda no projeto, que  nem recebeu a atenção e nem foram analisados.

Foi levada a votação onde dos oito vereadores somente dois votaram a favor, foram os vereadores Ney Pereira PSDB e  Valdeci Passarinho PSDB  e os demais votaram a favor do nepotismo .

Durante a sessão  as justificativas foram simplesmente ridículas sendo se votarmos essa lei colocaremos muitas pessoas boas na rua e na nossa cidade na a emprego tanto que muitos mudaram daqui alegando falta de trabalho.

Vereadora  Izamita PMDB  nas suas considerações finais usou a tribuna para PARABENIZAR SUA FILHA QUE PASSOU NO CONCURSO PUBLICO na cidade vizinha de Figueirão, como seria bom se todos os funcionários fossem concursados iguais a sua filha  que esta indo para outra cidade sem necessitar de nenhum padrinho politico e desta forma conseguiu com seus esforços a sua vaga, ótimo exemplo para a colocar em pratica na vida da Legisladora .

Mais uma vez as articulações politicas tiram e vetam o direito daqueles que não tem nenhum padrinho na politica para colocá-los em alguma função publica, e assim tiram o direito daqueles que passam as madrugadas a fora estudando  para se preparar para um concurso publico.

O Supremo Tribunal Federal manifestou-se contra o nepotismo, vedando “a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica, investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança, ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta, em qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios”. Destarte, a não conformidade com este preceito acarretará desrespeito à Súmula Vinculante nº 13 e afronta ao art. 37, caput, da Carta Política de 1988.

Votação na casa de lei 6x2 vence o NEPOTISMO.

 

 

foto dos dois vereadores que votaram contra nepotismo